O site da Foodbase usa um sistema de inteligencia artificial que memoriza os dados de navegaçao no seu dispositivo para personalizar conteúdos e anúncios. Também compartilhamos essas informações com terceiros, como Google, JivoSite, Hotjar e outros.
Isto serve para tornar o nosso site mais fácil para você usar.
fechar
saiba mais

Conheça as principais etapas de produção do sorvete

Foodbase - principais etapas de produção do sorvete Foodbase - principais etapas de produção do sorvete
Você sabe quais são as principais etapas de produção do sorvete? Confira agora!

O sorvete é um alimento popular em nosso país tropical. A diversidade de opções e as tecnologias do mercado são duas das principais vantagens deste segmento.

Conhecer as etapas é o primeiro passo para quem quer começar a fazer sorvete para vender. Neste artigo convidamos você a conhecer as principais etapas da produção do sorvete. Confira!

Principais etapas de produção do sorvete

#1 Pré-preparo: seleção e pesagem dos insumos

O início do preparo inclui a higienização, seleção e pesagem dos ingredientes, como os saborizantes e ligas, por exemplo. Antes de começar o preparo é importante que o ambiente, as máquinas e os equipamentos estejam higienizados.

Veja neste artigo os principais cuidados que se deve ter na produção do sorvete.

Além disso é fundamental usar medidas e ordens corretas para um balanceamento perfeito. A proporção dos produtos está diretamente ligada à cremosidade ideal e à qualidade do sorvete produzido.

Saiba mais sobre as máquinas para fazer sorvetes e açaí. CLique aqui!

#2 Incorporação e Pasteurização

Nessa etapa, os ingredientes são misturados. Todos os ingredientes têm uma ordem e medida específica, como indicamos no item 1.

Após misturados, o resultado é uma mistura que será a base para as demais fases de produção. Os aromas e sabores serão adicionados posteriormente.

Em alguns casos a calda passa pelo processo de pasteurização. Pasteurizar consiste em elevar a temperatura rapidamente e, em seguida, resfriar a mistura. Além de garantir a conservação maior do alimento, é uma etapa que ajuda a conferir uniformidade ao produto.

A pasteurização é necessária para caldas que contêm leite, ovos e derivados. Atualmente já existem bases para sorvete que já possuem o leite pasteurizado o que facilita o preparo sem ter que adicionar leite.

#3 Resfriamento

A mistura deve passar por um equipamento para fazer com que os glóbulos de gordura seja os menores possíveis. Depois da mistura adquirir homogeneidade, é necessário ser resfriada para evitar a viscosidade do produto, ou seja, o risco dele se tornar gelatinoso.

Nesta etapa podem ser incluídos, a depender do sabor que se deseja produzir, pedaços ou polpas de fruta, por exemplo.

#4 Maturação

Nesta etapa o sorvete fica armazenado por até um dia em agitação lenta, o que regula as formações de cristais de gelo.

Esse processo garante que o sorvete fique mais macio e resistente, podendo adicionar aroma e sabores à mistura. Em seguida, a calda é levada para o congelamento. Nesse ponto, os ingredientes líquidos mudam para o estado sólido e o ar é incorporado à mistura.

#5 Armazenamento e distribuição Na fase final da produção, o sorvete deve ser embalado em sua consistência final. Após isso, o produto precisa ser mantido em temperatura igual ou inferior a -18 °C. No estabelecimento final, o sorvete deve ser mantido entre -12 e -17ºC para ser consumido.



*

Neste artigo apresentamos as cinco etapas da produção do sorvete, com a seleção de insumos, a incorporação, o resfriamento, a maturação e o armazenamento.

Vale reforçar que a produção de sorvete com bases semiprontas para sorvete proporciona maior agilidade porque toda a parte de balanceamento, a mais complexa da produção, é facilitada. É importante seguir a receita e a mistura de ingredientes em cada etapa com proporções corretas.

Assine a newsletter da Foodbase para receber mais conteúdos semelhantes a esse.

Fale conosco

Vamos te guiar passo a passo. Para começar, insira o seu nome.